Fotografo: Reprodução
...
Vílson Gonçalves

Um processo milionário por crime contra ordem tributária contra o empresário (e prefeito) Vilson Gonçalves (MDB), de Aveiro, oeste do Pará, começou a dar os primeiros passos na 13ª Vara Criminal de Belém, semana passada (dia 3).
Motivo: Vilson deixou de recolher ICMS de mercadoria para exportação isenta desse tipo de imposto, mas sem que tenha conseguido comprovar para Sefa a saída da mercadoria para o exterior.
O caso envolve uma das empresas do prefeito, a V. Gonçalves Madeira EPP, que em 2010 teria causado prejuízos ao danos ao Pará na ordem de quase R$ 2,5 milhões, cálculo atualizado em janeiro do ano passado.
A denúncia foi ajuizada pela Promotoria de Justiça de Crimes Contra a Ordem Tributária.