Fotografo: Adonias Silva/G1
...
Porto da Praça Tiradentes, em Santarém

Após mais de 20 anos, para de funcionar nesta sexta-feira (5) o Porto da Tiradentes, em Santarém, no oeste do Pará. Um novo espaço, no bairro Prainha, já foi organizado para receber as embarcações que vão atracar para embarque/desembarque de passageiros e cargas em um porto no bairro Prainha.

A mudança foi realizada gradualmente, em maio, as balsas onde os barcos atracavam começaram a ser levadas de um porto a outro e a partir de então as embarcações tiveram o prazo de 30 dias para se adequar à mudança.

No porto da Prainha foram colocadas sinalizações horizontais e verticais, para organizar melhor o estacionamento e pontos de táxis e mototáxis.

Segundo o secretário de mobilidade e trânsito, Paulo Jesus, durante o processo foram realizadas reuniões com os donos de embarcações para melhorar a capacidade de atracação e o funcionamento do porto. “Estamos na expectativa que na segunda-feira as operações já sejam todas realizadas lá no novo porto. A empresa que está fazendo as obras da Orla precisa do espaço liberado para continuar. Aquele ponto deve ser fechado para a entrada do maquinário e retomada das obras”, explicou.

Vista aérea do Porto da Prainha, em Santarém — Foto: Reprodução/TV Tapajós

Vista aérea do Porto da Prainha, em Santarém — Foto: Reprodução/TV Tapajós

A mudança tem causado divergência de opiniões, muitas pessoas são contrárias por causa da distância do porto do centro comercial da cidade. Por isso, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), realizou estudos técnicos e a rota dos transportes coletivos deve ser alterada.

“Tem ônibus que passam nas proximidades do porto, na avenida Dom Frederico Costa, mas o plano é que os ônibus passem ainda mais perto do porto. Temos planos também de que uma linha específica e direta atenda o porto e a área central”, disse o secretário.

Nesta sexta, as atividades no porto da Tiradentes continuaram normalmente. O novo espaço destinado a atracação das embarcações já está funcionando.