Fotografo: Débora Rodrigues/TV Tapajós
...
Reunião na SMT com lideranças da grande área do Maracanã

Lideranças dos bairros Maracanã 1, Maracanã 2, Elcione Barbalho e Nova Vitória, de Santarém, oeste do Pará, reuniram com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), nesta segunda-feira (8), para tratar sobre adequações nas rotas de ônibus propostas para execução pela empresa Resende Batista Ltda, para a grande área do Maracanã.

A reunião foi realizada na SMT e segundo o chefe da Divisão e Educação para o Trânsito, Marcelo Santos, todas as lideranças das grandes áreas da zona urbana de Santarém devem ser ouvidas, para que tenham a oportunidade de apresentar sugestões, caso haja necessidade de adequações nos itinerários.

"Estamos chamando as lideranças das grandes áreas, para juntos fazermos essa discussão sobre os itinerários e fazermos a readequação, para que forma democrática e participativa, as lideranças podem apresentar suas sugestões e juntamente conosco, promover as melhorias no transporte público de Santarém. Após essas conversas, vamos fazer o encaminhamento para a Resende Batista ver a melhor forma de atender", frisou Marcelo.

Para o presidente da Associação de Moradores do bairro Maracanã 1, Raimundo Gazel, o número de linhas projetado para a grande área contempla as necessidades dos usuários, e as sugestões foram pontuadas para que a empresa faça adequações no sentido de melhorar a prestação de serviço.

"Vamos ter uma média de 10 linhas diárias das 5h da manhã até às 23h, isso não acontecia em Santarém com regularidade. Então, os bairros Maracanã 1 e 2, Elcione Barbalho e Nova Vitório estão ganhando. Eu quero parabenizar à SMT que nos prestigia com a volta da regularidade com rotas diferenciadas, acabando com as rotas sobrepostas que deixavam o usuário muito tempo em uma parada. Nós acreditamos muito no projeto, e vamos estar contribuindo para levar as informações até os comunitários nas nossas assembleias gerais", disse Gazel.

A grande área será atendida por quatro ônibus, segundo a proposta discutida na manhã desta segunda-feira.

  • Cronograma

A SMT assegura que o cronograma de operação da Resende Batista está sendo cumprido. Mas, segundo a vice-presidente do Conselho Municipal de Transportes, Marta Zoraivia, há algumas pendências. A oficina da garagem alugada pela empresa não tem ferramentas e nem peças de reposição, e a sala de controle operacional que deveria implantar o sistema para testes nesta segunda, tem apenas um monitor e uma CPU, ambos desligados.

Segundo João Batista, sócio-proprietário da Resende Batista, a instalação do sistema operacional de monitoramento começou no dia 5, e na manhã de hoje ele já levou um técnico até a SMT para verificar o espaço, e confirmou a entrega de um monitor e uma CPU para o controle das rotas que será feito via satélite.

Sobre o fato dos ônibus ainda não terem chegado à cidade para a vistoria, Marta Zoraivia disse que há uma grande preocupação por parte do Conselho Municipal de Transportes.

"Nós estamos falando de um sistema operacional que vai começar dia 17, é uma outra realidade. E os ônibus já deveriam estar desde o dia 5 e nós não temos notícias sequer das notas fiscais de compra desses ônibus. Então, há sim uma preocupação, há sim uma insegurança pra população, para o conselho municipal de Transporte. Para a própria prefeitura deveria ser uma preocupação, porque a gente não sabe como está o andamento. A gente se pergunta: Será que dia 10 esses ônibus estarão aqui para a vistoria, para realmente comprovar se são novos, se são seminovos, como o edital prevê?", questionou.

João Batista disse que os ônibus adquiridos pela Resende Batista já estão em deslocamento para Santarém e que até o dia 17 estarão no município para a operação do transporte coletivo. "Os ônibus já saíram do local de origem para Santarém. Tivemos ameaças e coisas que vieram a nos deixar desconfortável em relação a presença dos ônibus aqui, então, de certa forma foi bom que eles não tivessem chegado ainda", declarou.