Fotografo: LIONEL BONAVENTURE / AFP
...
Neymar

Com o mês de julho chegando ao fim, o atacante brasileiro, que já admitiu ao próprio Paris Saint-Germain o seu desejo de ir embora. O jogador vem demonstrando nervosismo com a falta de progresso nas negociações com o Barcelona, de acordo informações do diário catalão Mundo Deportivo desta segunda-feira, 29.

Segundo a publicação, Neymar e seu numeroso staff esperavam que o acordo já estivesse encaminhado, mas as conversas entre jogador e Barcelona não avançaram. O clube, que já investiu pesado em Antoine Griezmann (120 milhões de euros, mais de 500 milhões de reais), não se mostrou disposto a fazer loucuras para repatriar Neymar, personagem que divide opiniões na Catalunha pela forma como deixou o Barcelona em 2017.

O Barcelona, portanto, insiste em oferecer outros atletas para uma eventual troca. Philippe Coutinho, Ivan Rakitic e Ousame Dembelé são algumas das “moedas de troca” oferecidas pela equipe espanhola, segundo os principais diários europeus.

O atacante brasileiro, no entanto, não conta com a benevolência da diretoria do PSG, que, irritada com seu atraso de uma semana na reapresentação, além de declarações consideradas inoportunas e uma postura antiprofissional, cogita até deixá-lo na “geladeira”, caso nenhum clube apresente uma proposta razoável.

O mercado na Espanha, na França e na Alemanha fecha em 2 de setembro, enquanto na Inglaterra e na Itália a janela de transferências se encerra mais cedo, em 8 e 25 de agosto, respectivamente.

Apesar da aflição, Neymar optou por não se rebelar e está fazendo a pré-temporada com o PSG na China normalmente. Mas não entrará em campo nos amistosos agendados pelo clube, como o da próxima terça-feira, diante do Sydney FC, da Austrália. A justificativa oficial é a de que Neymar segue em processo de recuperação da lesão no tornozelo que o tirou da Copa América em junho.