Fotografo: Reprodução
...
A primeira partida da nova equipe será contra o Paragominas,

O grupo já inicia nesta segunda-feira os treinos físico-técnicos. A primeira partida da equipe marabaense será contra o Paragominas, em 29 de janeiro próximo, na casa do adversário
A diretoria do Águia de Marabá Futebol Clube apresentou, no final da tarde de ontem, domingo (8), a equipe que vai disputar o Campeonato Paraense de Futebol, da Primeira Divisão, em 2020. Os contratados são: Bruno Colaço e Kahakre, goleiros; Gilmar Rodrigues, Guilherme Almeida e Sandro, zagueiros; Ari Silva, João Vitor, Pedro Dias e Tiago Félix, laterais; Matheus Paixão, Juninho e Willian Bruno, volantes; Ângelo Nazareno, Edicleber, Kleyvert e Marcos Paulo, meias; e Danillo Galvão e Weliton, atacantes.
A primeira partida da nova equipe será contra o Paragominas, em 19 de janeiro, no campo do adversário. Depois a equipe marabaense enfrenta: Bragantino, 26 de janeiro, em Marabá; Paysandu, 2 de fevereiro, em Belém; Tapajós, 9 de fevereiro, em Santarém; Castanhal, 16 de fevereiro, em Marabá; Itupiranga, 29 de fevereiro, em Marabá; Independente, 8 de março, em Tucuruí; Carajás, 15 de março, em Belém; e Remo 20 de março, também na capital do Estado.
A apresentação aconteceu na sede do clube, no Bairro Cidade Nova, com a presença de torcedores, patrocinadores e outros apoiadores do Águia, além de profissionais de Comunicação dos veículos locais.
Para o presidente do clube Sebastião Ferreira Neto, “Ferreirinha”, como é mais conhecido, a única preocupação na próxima temporada é a capacidade de público do Estádio Municipal “Zinho Oliveira”, já que, a cada ano, os jogos do Águia atraem cada vez mais espectadores.
Ele lembra, porém que é provável que esse problema venha a ser resolvido em meados de 2020, quando a Prefeitura de Marabá deve entregar o novo estádio em obras há quase sete anos.
O vereador Pedro Corrêa Lima, vice-presidente do clube, lembra que a etapa de classificação é curta, tem apenas nove partidas, e destaca que a nova equipe é composta por atletas qualificados, formando um grupo forte, com a intenção de resgatar “aquele Águia que brilhou na Copa do Brasil e encheu o torcedor de orgulho”. João Galvão, que há 11 anos treina o Águia de Marabá, anunciou que já nesta segunda-feira (9) a equipe participa de treino físico-técnico. Ele entende que a preparação física ao mesmo tempo que o preparo tático traz resultados melhores que os treinos separados.
(Foto: Magno de Leon)