Fotografo: Reprodução
...
Ela é suspeita de falsificar documento público

Quatro pessoas foram presas nesta segunda-feira (18) na Operação Reverso, da Polícia Civil, realizada em Marabá, sudeste do estado. Entre os presos, está Jaqueline Alves Souza, que trabalha há mais de cinco anos na Câmara Municipal de Marabá e, atualmente, é chefe de Gabinete de um vereador. Ela é suspeita de falsificar documento público. Além dela, foram presas pessoas suspeitas de assassinato e roubo.

A Operação Reverso é uma ação institucional da Polícia Civil que visa o cumprimento de mandados de prisão que estão abertos referentes a todos os tipos de crimes.

A primeira prisão foi realizada por volta das 10h. O alvo foi Flavio da Silva Melo, que tinha um histórico de roubo de carros em Marabá e fora do Estado. Em um dos assaltos, ele teria tentado matar o dono do veículo.

Em seguida, foi detido Hildegardson dos Santos Borges, por homicídio. Foi preso ainda José Clesio Oliveira Pinto Filho, capturado por volta das 12h30, em razão de mandado de prisão expedida pela 2ª Vara Cível de Marabá, por não pagamento de pensão alimentícia.